Publicado por: Isabel Jorge | 15/03

“Há palavras feitas p´ra voar” na Tremoceira

Frederico

– Ó Frederico, tu és um poeta! – disseram os amigos ratinhos.
– Eu sei – respondeu Frederico.
E a Camila também sugeriu aos nossos amigos da EB1 e JI que fossem poetas.
É claro que todos aceitaram o desafio.

Com este jogo, os amigos do JI construíram versos de rimas variadas. Por exemplo:
O cão tem um coração de leão
“Abriu-se a janela, apagou-se a vela, arrefeceu a panela

Os amigos do 1º ciclo, do 1º e 2º ano, fizeram versos rimados com os próprios nomes:

O Leandro é malandro.
A Sara é amiga da Lara.
A Sofia tem um gato que mia.
O Pedro viu o cedro.
O Filipe anda de jipe.
O Afonso é sonso.
O João é amigo do cão.
A Catarina vai à China.
A Maria viu a cotovia.

Também fizeram um acróstico com a palavra PRIMAVERA:

Papoilas nos campos,
Ramos verdes nas árvores,
Igrejas coloridas,
Mais cores e cores,
Arvores floridas,
Verdes são os jardins,
E os campos sem fim,
Rosas vermelhas,
Andorinhas no ar!

Os alunos do 3º e 4º ano, trabalharam o poema de João Pedro Mésseder “Palavra que voa” e, com os mesmos versos, construíram o poema seguinte:

Há palavras,
feitas para voar,
no céu de Maio.
E a palavra,
ganha asas,
de ti mesmo,
com o seu longo,
ditongo
voador,
eleva-se no ar,
como o papel
colorido,
até encontrar,
um lugar,
para morar.
E soltas o fio,
que a prende,
à tua mão.
Leves palavras,
construídas,
no mais alto,
imenso,
dos teus sonhos.
Tomas uma…

Anúncios

Responses

  1. As palavras parecem mesmo voar e soltarem-se livres, formando poemas e rimas divertidas, ou não…
    É muito bom brincar com as palavras, não é?
    E depois…a poesia faz-nos usar ainda mais a nossa imaginação!
    Vivam todos os poetas!
    Beijinhos!


Categorias

%d bloggers like this: